NOTÍCIAS

ENTRETENIMENTO

GOSPEL

CONCURSOS

TECNOLOGIA

GAMES

CARROS

BLOGGER

NUTRIÇÃO & SAÚDE

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Ex-ministro Antonio Palocci é condenado a 12 anos de prisão na Operação Lava Jato

O juiz Sérgio Moro condenou na manhã da segunda-feira (26) o ex-ministro Antonio Palocci a 12 anos e 2 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Lava Jato.

Palocci já se encontra preso em Curitiba desde o ano passado.

Segundo determinado por Moro, a prisão deverá ser cumprida em regime fechado, sendo que a progressão para o regime aberto irá depender da devolução do dinheiro dos crimes cometidos por Palocci aos cofres públicos.

O processo apurava o recebimento de propina por Palocci para atuar em favor da Odebrecht, interferindo em decisões tomadas pelo governo quando era chefe da Casa Civil e membro do conselho de administração da Petrobras.



Segundo a denúncia, Palocci operava a favor da Odebrecht nos contratos da empresa com a Petrobras, especificamente para a construção de sondas.

 Em uma primeira licitação para a construção de sete sondas, o Estaleiro Atlântico Sul teria apresentado a melhor proposta. A Odebrecht, então, teria oferecido propina para garantir a realização de um novo edital, para que a empresa pudesse ficar com o contrato. Palocci teria, então, intercedido, usando sua posição na Casa Civil, e viabilizado a realização de um novo processo, desta vez beneficiando a Odebrecht.

Além de Palocci, receberam condenação no mesmo processo Renato Duque, Marcelo Odebrecht, João Vaccari, o assessor especial de Palocci, Brasnilav Kontic e outros nove réus.

Com informações de Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário